Recuperação no mercado de ações e China anuncia Plano Leia a notícia:

30/10/2020


Leia a notícia:

Depois das liquidações nas negociações de ontem, alguns índices acionários reagiram e fecharam em campo positivo, como as bolsas de Nova York e de São Paulo. Mas, no radar global permanece a pandemia de coronavírus.

Hoje, o alívio momentâneo veio com o resultado do PIB americano, que subiu 33,1% no terceiro trimestre, e com os pedidos de auxílio-desemprego também recuando na semana passada. Além disso, os desempenhos financeiros das empresas de tecnologia dos Estados Unidos não decepcionaram e os índices de Wall Street recuperaram as perdas.

Na Europa, os investidores mantiveram a aversão do risco. A pandemia predomina e mais medidas de distanciamento foram anunciadas ontem para França, Espanha, Itália e Reino Unido.

LeiaTambém:


Na França, o lockdown anunciado na noite de ontem pelo presidente Emmanuel Macron começou nesta quinta-feira e vai até 01dezembro. Na Alemanha, o fechamento é parcial e deve durar também até a primeira semana de dezembro. A primeira-ministra Angela Merkel destinou €10 bilhões para ajuda emergencial. Já a Comissão Europeia destinou €100 bilhões para ajuda e compra de kits de testes.

Para hoje era esperado algum posicionamento por parte do Banco Central Europeu, que encerrou a reunião de política monetária, porém, a presidente do BCE, Christine Lagarde se comprometeu a manter a flexibilização, com as taxas de juros baixas, o programa de compra de ativos e, se necessário, mais estímulos na reunião de dezembro.

No comunicado, o Conselho do BCE disse que espera que as taxas de juros diretoras se mantenham nos “níveis atuais ou em níveis inferiores” até observar que as perspectivas de inflação estejam em convergência com a forma robusta no sentido de um nível suficientemente próximo, mas abaixo, de 2%.

Na Espanha, o Banco Central fez um apelo para a União Europeia ajudar as empresas e famílias. O Congresso também autorizou o governo a decretar o Estado de Emergência até 09 de maio de 2021, medida que visa prevenir a propagação da Covid-19.

Na Ásia, as bolsas fecharam sem direção. Na China, os líderes encerraram a reunião do Comitê Central do Partido Comunista, que foi comandada pelo presidente Xi Jinping.

No comunicado divulgado pelo Partido Comunista depois da reunião foram destacadas diversas metas que a China pretende atingir no período compreendido entre 2021 a 2025.

No destaque está o valor do produto interno bruto – PIB, que deverá ultrapassar 100 trilhões de yuans (US $ 14,92 trilhões) este ano. O objetivo é alcançar um desenvolvimento econômico sustentável e saudável em 2021-2025, com foco no crescimento de maior qualidade. A China terá como objetivo elevar o PIB per capita ao nível das nações moderadamente desenvolvidas até 2035.

A China deverá ser auto-suficiente em tecnológica, com o objetivo de alcançar grandes avanços em tecnologias-chave até 2035. A China também deverá “fortalecer as capacidades de segurança nacional e manterá a composição estratégica de desafios e conflitos recém-surgidos internacionalmente”. As capacidades de defesa seriam reforçadas de acordo com a economia.

A China pretende desenvolver o verde e o baixo carbono, mas sem citar aumento de reservas estratégicas em commodities e energia para garantir a autossuficiência.

A China deverá aprofundar as reformas em todos os aspectos e desempenhar um papel decisivo na alocação de recursos. A China também fará um grande avanço nas reformas dos direitos de propriedade. O partido disse que a China promoverá o desenvolvimento regional coordenado e uma nova iniciativa de urbanização. As informações são da Reuters.

Ainda na região, nesta sessão, apenas o Japão apresentou indicadores e o Banco Central manteve a política monetária inalterada. As atenções permanecem nos países relatando mais casos de COVID-19.

Por aqui, com o radar nos demais mercados, o índice principal voltou para campo positivo. A recuperação foi justificada, segundo as casas de análises, pela temporada de balanços corporativos, como o da Vale, Petrobras, Usiminas, Bradesco, entre outros. As ações das companhias aéreas foram as maiores perdedoras nesta sessão.

Ao final, o dólar ficou estável.

Sobre o Coronavírus

O levantamento do Centro de Sistemas, Ciência e Engenharia da Universidade Johns Hopkins, Estados Unidos, mostra que são 44.871.314 casos confirmados de contágio pelo coronavírus no mundo, com 1.178.751 mortes e 30.150.361 pessoas recuperadas

Nos Estados Unidos são 8.937.926 casos confirmados de contaminação, com 228.602 mortes e 3.518.140 pessoas recuperadas.

No Brasil, ainda pela plataforma do Johns Hopkins, os casos confirmados somam 5.468.270, sendo que o número de mortes está em 158.456. São com 4.947.777 pessoas recuperadas.

O levantamento é de 20h02 desta quinta-feira (29/10) pelo horário de Brasília.

Veja o comportamento dos mercados

Ásia: o índice Hang Seng, bolsa de Hong Kong, fechou em queda de 0,49% aos 24.586 pontos. O índice Xangai, China, ficou em alta de 0,11% aos 3.272. O índice Shenzhen Composite ficou em queda de 0,47% a 2.249 e o ChiNext ficou em alta de 1,21%. O índice Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em queda de 0,37% a 23.331. O índice FTSE Straits Times, bolsa de Singapura, ficou em queda de 1,32% aos 2.450. O índice Sensex, bolsa da Índia, ficou em queda de 0,43% aos 39.749. O índice XJO, bolsa de Sidney, ficou em queda de 1,16% aos 5.960. O índice Kospi, Seul, ficou em queda de 0,79% a 2.326 pontos. O índice Taiex, bolsa de Seul, ficou em queda de 1,02% aos 12.662 pontos. Na região, o índice de ações da Ásia, exceto o Japão, MSCI ficou em 0,61%.

Europa: o índice Stoxx Europe 600 ficou em queda de 0,12% aos 341.76 pontos em Londres; o FTSE-100 (Londres) ficou estável aos 5.581 pontos; o DAX 30 (Frankfurt) ficou em alta de 0,32% aos 11.598 pontos; o CAC 40 (Paris) ficou estável aos 4.569 pontos; o FTSE-MIB (Milão) recuou 0,14% aos 17.872 pontos; o Ibex 35 (Madri) caiu 0,97% a 6.411 pontos; e o PSI-20 (Lisboa) ficou e queda de 0,66% a 3.863 pontos.

Estados Unidos: o Dow Jones ficou em alta de 0,52% aos 26.659 pontos. O S&P ficou em alta de 1,19% aos 3.310 pontos. O Nasdaq ficou em alta de 1,64% a 11.185 pontos. O índice VIX, que mede a volatilidade dos mercados, caiu 3,34% ficando em 36,94.

Brasil: o Ibovespa ficou em alta de 1,27% aos 96.582 pontos. O volume financeiro ficou em R$34,16 bilhões.

Operaram com ganhos

Cogna ON, alta de 6,82%; Rumo ON, alta de 1,94%; Fleury ON, alta de 4,50%; ViaVarejo ON, alta de 4,35%; e Petrobras ON, alta de 3,70%.

Operaram com perdas

AMBEV ON, queda de 5,25%; Carrefour BR ON, queda de 2,54%; GOL PN, queda de 11,02%; Braskem PNA, queda de 1,50%; e JBS ON, queda de 1,65%.

Mais negociadas

Vale ON, alta de 2,92%; Bradesco PN, queda de 1,00%; AMBEV ON, queda de 5,25%; Petrobras PN, alta de 3,32%; e Via Varejo ON, alta de 4,35%.

Carteira Teórica
Na Carteira Teórica do Índice Bovespa, que passou a vigorar de 08 de setembro de 2020 a 30 de dezembro de 2020, estão os cinco ativos que apresentaram o maior peso na composição do índice: Vale ON (10,460%), Itauunibanco PN (6,379%), Bradesco PN (5,030%), Petrobras PN (5,623%) e B3 ON (5,329%).

Commodities

O petróleo referência Brent ficou em queda de 0,21% a US$38,18 o barril negociado na bolsa Mercantil de Futuros de Londres.

O petróleo WTI ficou em queda de 3,24% aos US$36,11 o barril na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O preço do minério de ferro negociado no Porto de Qingdao, China, ficou em queda de 0,74% a US$116,00 a tonelada.

Brasil: o dólar comercial fechou estável aos R$5,765 para a venda. O dólar turismo ficou em alta de 0,12% aos R$5,910.

O euro ficou em alta de 0,05% aos R$6,740 para a venda. A libra esterlina ficou em alta de 0,18% a R$7,463 para a venda. O peso argentino ficou em alta de 0,68% a R$0,074 para a venda.

Na noite desta quarta-feira (28), o Banco Central do Brasil anunciou 12 mil contratos para leilão em swap. Hoje, a autoridade monetária vendeu todo o lote em rolagem para vencimento em dezembro.

Cenário externo

Na bolsa de Nova York, o índice DXY, que compara o movimento das seis moedas mais importantes ante o dólar americano, ficou em alta de 0,56% a 93,93.

O preço do ouro ficou em queda de 1,8% a US$ 1.877,40 a onça.

O euro ficou em queda de 0,60% a US$ 1.1672 e a libra esterlina ficou em queda de 0,44% a US$1.2925.

O Bitcoin ficou em queda de 0,26% a US$13.508,32.

*Por Ivonéte Dainese com relatórios oficiais e Reuters

Leia a notícia: https://www.ultimoinstante.com.br/ultimas-noticias/economia/financas-pessoais/dolar-fecha-estavel-a-r5765-e-avanca-em-nova-york/337075/#ixzz6cM6U9qnm
Leia a notícia:
Follow us: @uinstante on Twitter

Dólar fecha estável

30/10/2020

Dólar fecha estável a R$5,765 e avança em Nova York

Leia a notícia: https://www.ultimoinstante.com.br/ultimas-noticias/economia/financas-pessoais/dolar-fecha-estavel-a-r5765-e-avanca-em-nova-york/337075/#ixzz6cM3vyFau
Leia a notícia:

Depois de uma sessão em forte alta, o dólar comercial oscilou e mesmo assim conseguiu fechar estável. A formação da PTAX e a oferta do Banco Central do Brasil pesaram no desempenho do mercado cambial.

No Estados Unidos, o índice de dólar ganhou força nesta quinta-feira. A reta final da eleição presidencial e os novos casos de coronavírus no país também pesaram no desempenho da moeda. Os resultados da eleição, que poderá definir um novo mandato para Donald Trump (Republicano) ou se será a vez do ex-vice-presidente, Joe Biden (Democrata) comandar aquele país, serão divulgados na próxima terça-feira (03).

Ao final, no interbancário, o dólar comercial fechou estável aos R$5,765 para a venda. O dólar turismo ficou em alta de 0,12% aos R$5,910.

O euro ficou em alta de 0,05% aos R$6,740 para a venda. A libra esterlina ficou em alta de 0,18% a R$7,463 para a venda. O peso argentino ficou em alta de 0,68% a R$0,074 para a venda.

Na noite desta quarta-feira (28), o Banco Central do Brasil anunciou 12 mil contratos para leilão em swap. Hoje, a autoridade monetária vendeu todo o lote em rolagem para vencimento em dezembro.

Cenário externo

Na bolsa de Nova York, o índice DXY, que compara o movimento das seis moedas mais importantes ante o dólar americano, ficou em alta de 0,56% a 93,93.

O preço do ouro ficou em queda de 1,8% a US$ 1.877,40 a onça.

O euro ficou em queda de 0,60% a US$ 1.1672 e a libra esterlina ficou em queda de 0,44% a US$1.2925.

O Bitcoin ficou em queda de 0,26% a US$13.508,32.

Leia a notícia: https://www.ultimoinstante.com.br/ultimas-noticias/economia/financas-pessoais/dolar-fecha-estavel-a-r5765-e-avanca-em-nova-york/337075/#ixzz6cM46mtuh
Leia a notícia:
Follow us: @uinstante on Twitter ¦ UltimoInstante on Facebook

Hubble descobre lua em Makemake, planeta anão “vizinho” de Plutão

27/04/2019

Anote aí: mais um planeta anão entrou para a lista dos que têm luas conhecidas. Com a ajuda inestimável do Telescópio Espacial Hubble, astrônomos encontraram um satélite natural ao redor de Makemake, o segundo planeta anão mais brilhante. 

O primeiro, claro, você conhece: Plutão.Makemake foi descoberto apenas em 2005 e ganhou o nome da deusa da criação dos Rapa Nui, povo nativo da Ilha de Páscoa, no Chile. Ele tem pouco menos de 1.400 km de diâmetro (contra 2.372 km de Plutão, medidos com exatidão pela sonda New Horizons) e, a exemplo de seu irmão maior, é um membro do cinturão de Kuiper, localizado além da órbita de Netuno.

Fonte da notícia: Folha de São Paulo

Quadrilha é presa com combustível, armas e carros roubados

27/04/2019

Quatro homens foram presos com quatro litros de gasolina, fósforos, balaclavas, quatro armas, dois carros roubados e distintivo da Polícia Civil. A abordagem da 2ª Companhia do 1º Batalhão de Polícia Comunitária (BPCom), Ronda do Quarteirão, do 16º Batalhão da Polícia Militar, aconteceu na Avenida Deputado Paulino Rocha com a Av. Pompílio Gomes.

De acordo com um policial militar que participou da prisão e preferiu não ser identificado, a patrulha realizava procedimentos quando foi repassado pela Coordenadoria Intetrada de Operações de Segurança (Ciops) que havia um veículo em atitude suspeita, com pessoas usando balaclavas, nas proximidades da Avenida Castelo de Castro, sentido Arena Castelão.

Conforme a fonte, eram dois automóveis roubados, sendo um Fiat Uno Vivace verde e um Voyage prata. Uma das vítimas foi até a delegacia para recuperar o Fiat, que havia sido tomado de assalto ontem. Já o outro automóvel foi levado na semana passada. A fonte relata que os integrantes da quadrilha disseram aos policiais que pretendiam matar um desafeto na comunidade 4 de julho.

"Eles repassaram que ontem (25) houve uma morte no Bom Jardim e que foi dada a ordem para que eles pegassem o homem e colocassem fogo na vítima com o carro dentro", explica. O POVO apurou que a Polícia não descarta que o grupo planejava realizar um atentado contra prédios públicos da Capital, como delegacias de Polícia Civil.

Das quatro armas apreendidas, duas pistolas calibre 380, uma calibre .40 e um revólver calibre 38, além das 80 munições e o distintivo que seria da Polícia Civil, que a quadrilha não soube explicar como conseguiu.

Foram presos Francisco Bruno de Sousa da Silva, 21, Francisco Raniel Damasceno Sousa, 18, Francisco Fábio Lima da Silva, 23 e Antônio Marcos da Silva Nascimento, 22. Os quatro ainda prestavam depoimento nesta terça-feira, 26, no 30º Distrito Policial (DP), no São Cristovão. 

Fonte da notícia: O Povo

Aplicativos


 Locutor Ao vivo


Dj BUK

SHOW DE SUCESSOS

Peça Sua Música

Nome:
E-mail:
Seu Pedido:


Top 5

01.

MC Kekel e MC Rita

Amor de verdade

02.

El Profesor

Bella Ciao (HUGEL Remix)

03.

Jetlag Music

Trem-Bala (feat. Ana Vilela)

04.

Robin Schulz & J.U.D.G.E.

Show Me Love

05.

Kell Smith

Nossa Conversa (Apollo 55 Remix)

Anunciantes